Em seu retorno ao Brasil depois de 14 anos exilado pela ditadura militar, Milton Santos é homenageado na Câmara Municipal de Salvador em ato proposto por Jorge Calmon, redator-chefe de A Tarde, jornal em que trabalhou antes de ser preso no golpe (foto: arquivo pessoal FC)

Em seu retorno ao Brasil depois de 14 anos exilado pela ditadura militar, Milton Santos (esq.) é homenageado na Câmara Municipal de Salvador em ato proposto por Jorge Calmon (abraçando-o), redator-chefe de A Tarde, jornal em que trabalhou antes de ser preso no golpe (foto: arquivo pessoal FC)

NA SUCESSÃO de abalos sísmicos que presentemente sacode a esfera política no Brasil, nada melhor que ler e reler o intelectual brasileiro Milton Santos, autor de mais de 40 livros, do qual extraímos o título deste post.

Morto em junho de 2001, agora completa quinze anos que o debate público sobre o destino e os descaminhos do país deixou de contar com o seu pensamento e a sua verve.

Para refrescar a sua presença e a sua memória, este escrevinhador, com apoio do AFIRME-SE – Centro de Práticas e de Estudos de Diversidades Culturais, lança um site específico, que pode ser acessado clicando aqui.

O site disponibiliza aos interessados parte do material resultante da produção da biografia daquele geógrafo, merecedor em 1992 do prêmio internacional Vautrin Lud, equivalente ao Nobel dessa área.

Nele pode-se ler os primeiros capítulos da recém-lançada biografia de Milton Santos, exclusivamente autorizada a este autor.

Também pode-se acessar o videodocumentário que narra parte do percurso resultante da pesquisa que possibilita a escrita bibliográfica.

Este autor concede entrevista ao vivo à TVE Revista no dia da apresentação nacional da primeira versão da biografia em Salvador

Este autor concede entrevista ao vivo à TVE Revista no dia da apresentação nacional da primeira versão da biografia em Salvador

O video, de pouco mais de 24 minutos, foi editado pela jornalista Sueide Kinté e pelo produtor Marcel Araújo, a partir de material fornecido pelo Afirme-se e pelo Grupo de Pesquisa Permanecer Milton Santos da Universidade Federal da Bahia.

Importante destacar: todo o material até aqui publicado é apenas uma amostra. A biografia melhor elaborada e mais completa ainda está em processo de construção.

Este pesquisador trabalha com a previsão de que a versão mais robusta e autoral da biografia seja lançada no final deste ano ou mais tardar no primeiro semestre de 2017.

O SESC-São Paulo está a promover uma palestra sobre o assunto em uma de suas instalações na capital paulista neste 27 de maio. Clique para saber como participar.

Anúncios