Este slideshow necessita de JavaScript.

SUPEROU MESMO as mais otimistas expectativas o evento de apresentação nacional de Milton Santos, uma biografia – texto deste escrevinhador resultante de pesquisa de mais de oito anos, cuja primeira versão está saindo agora com patrocínio da Petrobras.

(A galeria acima reúne fotos do facebook da escritora Aninha Franco, do blog de Waldimiro de Souza e de Danila de Jesus).

Foi “um aperitivo”, nas palavras da jornalista Sueide Kinté, responsável pela edição do videodocumentário que acompanha o livro em um DVD. O público pode assistir uma avant-première do vídeo de 22 minutos. Amostra de trezentas cópias do livro foi insuficiente para atender à demanda.

Clique aqui para ver uma panorâmica dos pronunciamentos durante o evento na cobertura jornalística multimídia feita por Raulino Júnior.

  • VERSÃO COMPLETA EM BREVE

O autor, que tem autorização de Milton Santos, prepara uma versão mais completa, corrigida e atualizada da biografia do importante intelectual e geógrafo mundial.

Não há previsão de lançamento, pois há muito material inédito a ser trabalhado. Será destinada a todos os interessados.

Esforços estão sendo feitos para que saia até o final deste 2016, com distribuição aberta em todo o Brasil.

Os 5.000 exemplares dessa edição serão entregues este mês à Petrobras no Rio de Janeiro, como contrapartida do patrocínio.

É de responsabilidade do patrocinador a distribuição dessa primeira tiragem, não competindo nem ao autor nem ao AFIRME-SE – Centro de Práticas e de Estudos de Diversidades Culturais, entidade responsável pelo projeto, indicarem como será feita a distribuição.

  • PAROU O TRÂNSITO

Uma multidão de anônimos, intelectuais, personalidades e militantes educacionais e sociais não apenas da capital, mas também do interior da Bahia e até de outros Estados do país lotou as dependências do Sindicato dos Bancários em Salvador numa tarde de segunda-feira ensolarada e de praia, espremida entre o feriado de Natal e o recesso do Réveillon.

A mesa redonda, prevista para as 15h, que seria realizada no Espaço Cultural Raul Seixas, no andar térreo, logo teve de ser transferida para espaço maior, o auditório do Sindicato no segundo andar.

Imagem de facebook de Viviane Ferreira, com a legenda "Eu peguei meu Milton, e você?"

Imagem de facebook de Viviane Ferreira, com a legenda “Eu peguei meu Milton, e você?”

Desde 13h as pessoas já ocupavam o saguão de entrada, numa assistência que cresceu ao longo da tarde, a ponto de provocar complicações no trânsito daquela artéria da Avenida Sete de Setembro.

  • PEDIDO DE DESCULPA

Escadarias e hall de acesso ao auditório, completamente entupidos, fizeram com que a administração do Sindicato interrompesse o fluxo de acesso das pessoas, por razões de segurança. Como não paravam de comparecer, várias foram barradas e tiveram de dar meia-volta.

Os organizadores da atividade pedem desculpas. A opção do local foi feita depois de não encontrados outros espaços. Inclusive – sob alegação de recesso de fim de ano – dentro da Universidade na qual a pesquisa acontece.

Foram distribuídas senhas para distribuição de graça do livro. Até depois das 19h centenas de pessoas aguardavam os derradeiros exemplares, comemorando o recebimento. O autor teve de evitar dar autógrafos, por total impossibilidade de organizar tal ritual.

Anúncios