Ex-carlista, ex-waldipirista apoiado por esquerdas, ex-irujista e agora candidato do vice-presidente da República é empresário que enriqueceu quando foi prefeito de Salvador, denunciado na Justiça desde 1990. Comentaristas políticos e a grande mídia baiana, estranhamente, até agora, têm omitido a ficha suja desse candidato, para não falar da omissão em relação aos demais. Acompanhe neste site, periodicamente a partir de agora, a série de materiais, fruto de trabalho de apuração e investigação jornalística, que passamos a publicar a partir de agora. É um serviço de utilidade pública, sem qualquer conotação partidária, pelo contrário.

PROVÍNCIA DA BAHIA, jornal alternativo que durou 10 anos enquanto um grupo de voluntários pode mantê-lo, publicou matéria sobre o processo que solicita à Justiça que o empresário Mario Kertèsz devolva aos cofres públicos uma soma estimada em U$ 200 milhões! Isso é 5 vezes mais que o rombo do mensalão a ser julgado pelo STF daqui a pouco e quase 10 vezes mais ao que Paulo Maluf, aliado de Lula, está judicialmente acusado. Clique no link acima para ler o fac-símile da Província de 4 de maio de 2003. Você leu corretamente: 2003! Para não dizer que queremos prejulgar agora ou prejudicar um candidato que é uma verdadeira ameaça à população da terceira maior capital do país. Essa sim prejudicada, antes e agora, diante da pífia qualidade dos que se oferecem a governar a cidade.

 

Anúncios