Vencemos!!!

Nóis vencemos!!!

…e tem João Leão. Eleito vice-governador ao lado de Rui Costa na chapa montada por Jacques Wagner, é o vitorioso maior nesse 5 de outubro. Essa raposa ficou nas sombras durante a campanha. Mas elegeu seu filho deputado federal e outros.

Deus proteja e dê saúde a Rui Costa para que as coisas não piorem mais do que já estão na Bahia. De tão medíocre, um governo como este comandado por Wagner-Otto Alencar orgulha-se de comandar o Estado da federação que possui o maior número de famílias dependentes da bolsa família.

Vai-se consolidando uma oligarquia que nada tem de novo, nem nas práticas nem em sua composição. É analisar o mapa eleitoral no país, com a encabrestada região Nordeste apoiando os antigos e novos coronéis.

A oposição na Bahia tampouco gesta alternativas, amargando a terceira derrota consecutiva no Estado por cair nas mesmas armadilhas das forças do governo. Paulo Souto não se reinventou e Lídice da Mata, ao final das contas, ficou bem no figurino de concubina do palácio.

Vencemos!!!

É nóis na fita!!!

Não um governo que tivesse dados positivos a mostrar à população não merecesse vencer. O governo Wagner-Otto, entretanto, piorou em diversos setores o destino dos baianos. Em segurança pública. Em autonomia dos movimentos sociais. No trato com servidores da educação. No trato da violência motivada pela disputa do tráfico de drogas.

Em aparelhamento da máquina do Estado para fins não necessariamente enobrecedores – como esse caso do Instituto Brasil, que precisa ser devidamente esclarecido. Embora, com a submissão intelectual (uma contradição em termos) e com o deslumbre de um jornalismo raquítico como aí há, esse assunto destina-se às calendas.

Essa turma ganha mais 4 anos de mando. Socorro!

Anúncios